13.3.10

delicio-me com a gustação de Primavera




Com a efémera ruptura, da mais bela e virtuosa estação, contemplo com admiração, o discernimento das renovadas texturas que germinam na paisagem, onde ninfas anestesiadas pelo frio passado, enamoram agora o renovado calor, da Primavera.

Aprecio assim, com afectividade e deslumbrancia, a metamorfose do meu meio, no critério cintilante da sensata natureza, no desabrochar e transmutação que vislumbram dos frágeis contactos, entre cheiros delicados, exóticos e assexuados, com atmosferas de cores temperadas pela resplandecência da luz, que impregnam mais ensejo das formas organicamente viscerais dos órgãos vivos, apelando ao fugaz carpo, do seu belo aproveito.

uma aragem repleto de amor passou por aqui;)


óleo s/ papel
50x70cm

1 comment:

marie said...

colores de fiesta, bello
☺ ♥♥♥