11.10.07

/// era um jardim muito sonhador



O soberano jardim que ali estava prontificado, sonhava para mais um vislumbramento onírico. Seduzido pela lufada de ar, de um ambiente utopicamente imaginário, desejando que as mentalidade vividas em sonhos, adivinhassem lembranças das imagens do sono, possibilitando os devaneios dos sonhos, o cobiçar das representações intensamente desejadas, desencadeando interpretações alheias à verdade, fazendo-se entregar às fantasias que possibilitam o melhoramento interpretativo do real, com a suspeição de que todas as possibilidades aliadas à realidade, são ficções de um extraordinário retorno, ao sonhar mais alto, acordado.


>>--->
/// A very dreamer Garden

The sovereign garden, that there was presented, dreamed further for an onirical glimpse. Seduced by a breath of air, by an utopian and imaginary environment, wishing that the mentality experienced in dreams, sign memories from images of sleep, allowing the daydreams of dreams, greed representations of intensely desired, triggering interpretations unrelated to the truth, delivering fantasies and making up, improving the interpretation of the real, with the suspicion that all possibilities allied to the reality, are fictions of an extraordinary return, of the highest dream, woken.

óleo sobre papel canson
formato A2

4 comments:

Anonymous said...

é tão bonito o que escreves!!!
fico encantanda, com todo o sonho... ;P

Miguel Moreira said...

Olá Paulo, fala o Miguel... Tenho estado a seguir o teu blog há já algum tempo e fico contente por ver que tens seguido o teu "percurso". Olha, tenho uma pergunta a fazer-te: como é que conseguiste o copyright para o teu blog? Deixo-te o meu mail: lmigueldsm@gmail.com
diz-me alguma coisa... E boa apresentação do livro em Lisboa!

saudosista do futuro said...

sim.

sonh.AR.


_______________

do alto,
levantar ainda
mais um pouco.



amanhã é
amanhã. HOJE.

nunobark said...

mi gusta